• falamoitinho

ANGELO BRANCO UM PROFESSOR POR MIL

Atualizado: Set 30

QUE HONRA A SUA CLASSE EM JABOATÃO DOS GUARARAPES



"A grande questão da educação no Brasil é entender que ela é um investimento e não um gasto. Parece que no Brasil, o plano de educação é para que não funcione, nunca se alcança as metas propostas devido à falta de investimentos. Os investimentos deveriam estar voltados para tudo que norteia a vida dos estudantes, isto é, investimentos integrados em assistência social, educação, saúde, lazer e renda universal básica para que o estudante tenha a plena condição de se desenvolver no processo de ensino e aprendizagem."


Conheci o professor Ângelo Branco em uma conferência sobre o meio ambiente da nossa cidade, Jaboatão dos Guararapes, presidida pelo ex vereador Daniel Alves. Ângelo, de forma clara e bem argumentada, nos apresentou objetivamente os problemas ambientais do município, suas possíveis soluções. Ele, também, trouxe propostas educativas para a população, com as quais ocorreriam grandes mudanças ambientais e sociais, caso o poder público desse a devida importância. Ele não parou de me surpreender, é youtuber, apresentador de podcast, um grande comunicador e excelente entrevistador, ainda é musico e atuante na política local...


Vamos ao nosso PAPO & CAFÉ com ele…


ANGÊLO BRANCO


Poderia compartilhar um pouco da sua história?

—Cresci entre Paulista, Olinda e Recife, as casas dos meus pais e avós eram nossos quartéis generais, com boa conversa e confraternizações com os primos e tios. Fui casado por sete anos com a mãe da minha filha Olívia, que tem 5 anos, ela é autista. Olívia sempre trás alegria e aprendizado para minha vida. Moro com minha namorada e futura esposa, uma das pessoas mais incríveis e inspiradoras que eu tive o prazer de conhecer, viver e amar. Tenho dois irmãos, cada um morando numa cidade diferente. Minha mãe foi professora, artista plástica e escritora, meu pai é violonista, arranjador e compositor, foi professor do Conservatório Pernambuco de Música.

Qual é a sua formação acadêmica?

Como já dito anteriormente, apenas a título de recapitulação, é importante observar a abrangência do referido dispositivo. Tal é aplicável a todas as pessoas jurídicas de direito público e às pessoas jurídicas de direito privado que prestam serviços públicos, sejam estas empresas públicas, sociedades de economia mista ou pessoas privadas. As únicas que se excluem de tal abrangência são as empresas públicas e sociedades de economia mista exploradoras de atividades econômicas, pois estas respondem pelas regras de Direito Civil. Desde criança era fascinado e curioso pela natureza, prestei vestibular para Veterinária, mas optei e me apaixonei pela Biologia. No decorrer do curso, descobri a docência como uma maneira de ajudar as pessoas a desenvolverem seu potencial, depois da primeira aula, não parei mais...

Como é ser professor de escola publica em Jaboatão?

—Cheguei em Jaboatão em 2014. Tive a minha primeira experiência com educação pública na prática. Entrei para uma das melhores escolas do município de tempo integral, mas apesar da proposta excelente para se trabalhar, na prática não se tem a maneira adequada de usar os investimentos que a educação pública merece. Trabalhar em Jaboatão é desgastante, as condições de trabalho são precárias, como por exemplo, a infraestrutura das escolas. O calor é insuportável! Temos um corpo docente e técnico muito competentes , conheço mestres, doutores, professores premiados que fazem um trabalho excelente!

O prefeito Anderson Ferreira implementou as melhorias na educação prometidas?

—Anderson Ferreira surfa na onda e colhe dos poucos frutos, plantadas por gestões passadas ou são de projetos federais. O prêmio da ONU que é mérito dos professores e da equipe pedagógica da escola premiada. O único projeto do prefeito Anderson para a educação foi a implementação da identificação facial dos estudantes que não se consolidou em toda a rede de ensino. Na pandemia, ficou flagrante a fragilidade digital das escolas de Jaboatão, os estudantes passaram mais de um ano sem aulas, apenas recebendo cadernos de atividades, eles não tinham como tirar dúvidas com os professores, porque não foi investido nada em equipamentos e internet para os alunos.

Como você consegue, praticamente ao mesmo tempo, lecionar, defender o meio ambiente, ser Youtuber e ainda ser politicamente ativo ?

—Risos. Ainda não sei... Meu ativismo ambiental faz parte da minha formação como biólogo, como educador, sempre tive uma formação política, desde a adolescência. Participei do movimento estudantil. O canal do YouTube surgiu a partir do meu blog angelobranco.com.br que fala sobre ciência, educação, meio ambiente e, também, servia para enriquecer os conteúdos com maior credibilidade para os meus alunos; migrei para os vlogs do YouTube. Em 2020 com a Pandemia e com a eleição municipal, mergulhei na política de Jaboatão, fazendo entrevistas, podcast e matérias, sempre denunciando e trazendo soluções para a cidade.


"Jaboatão é uma cidade gigante, são várias cidades dentro de uma só, com grande potencial, principalmente, para o turismo ecológico. Temos praias belas, rios, lagoa, manguezais e florestas. Precisamos de um plano de desenvolvimento sustentável para gerar renda para a população jaboatonense, começando pelo ecoturismo, mas há muito mais para ser desenvolvido para que Jaboatão saia dessa triste realidade."


Você seria um secretário perfeito para o meio ambiente da nossa cidade. Qual é a importância do meio ambiente para a população?

Sou servidor de Jaboatão. Servir a cidade como secretário de meio ambiente, seria uma grande honra e responsabilidade. A pasta ambiental é importante para geração de renda com economia verde, coleta seletiva, turismo e logística reversa, assim como é fundamental para melhorar a qualidade de vida da população de maneira geral.

Poderia falar sobre suas perspectivas como professor Um por Mil?

—Como professor pretendo retornar para os projetos e trabalhos presenciais, continuar com a experiência da TV Escola Jaboatão. No YouTube, o foco é crescer na plataforma através do clube de membros do canal para continuar com o podcast e com as matérias de rua, falando de Jaboatão. Na política há uma mudança de paradigmas, diante do obscurantismo do atual desgoverno brasileiro (que Anderson Ferreira representa em Jaboatão) tomei uma decisão importante de ampliar meu ativismo político através da política partidária, me filiando a REDE Sustentabilidade. Sempre me mantive distante da política partidária, tinha muita resistência, porém diante de tudo que tem acontecido no país, decidi me juntar a luta política na REDE.

Como podemos desenvolver a mentalidade do cidadão comum de baixa renda para que compreenda seu valor e a importância de aprender para mudar?

—O primeiro ponto é desenvolver o sentimento de pertencimento, através da educação, vejo muita gente que quer ajudar no desenvolvimento do sua rua, do seu bairro, da sua comunidade que não sabe como, com isso acaba-se caindo no círculo vicioso de achar que tudo tem de ser desse jeito como está, devido a atuação ou a falta da atuação de bons políticos na nossa cidade.

Considerações Finais:

—Siga-me nas redes @angelobranco1 e Inscreva-se no canal do YouTube, forte abraço!!!


ASSISTA AQUI ALGUNS DOS VÍDEOS DO PROFESSOR!

Nessa matéria, estivemos juntos com o professor... Nessa luta pela recuperação da Lagoa Olho D' Água



Conversa sobre a vida dos animais abandonados e as dificuldade de quem os resgata

Notícias de Jaboatão dos Guararapes

Ajude Mulher Papo e Café a cumprir seu propósito de edificar vidas semeando o amor de Deus, honrar pessoas, entre elas VOCÊ! Compartilhe nossos postagens, comente, deixe seu coraçãozinho de gostei.

"Pessoas que se ajudam são cidades fortificadas."


115 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O MILAGRE