• Sidha Moitinho

CECÍLIA MEIRELES



Ou isto ou aquilo



Ou se tem chuva e não se tem sol, ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel, ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão, quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce, ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo... e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo, se saio correndo ou fico tranquilo.

Mas não consegui entender ainda qual é melhor: se é isto ou aquilo.


"Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda."


Cecília Benevides de Carvalho Meireles nasceu no Rio de Janeiro, em 7 de novembro de 1901. Ela foi graciosa e empoderada como mulher, a considero a frente do seu tempo. Fantástica! Incandescente luz para a literatura brasileira! Uma das muitas coisas que muito aprecio em Cecília Meireles, além da sua obra, claro! Foi seu combate a palavra poetisa por entende-la como discriminação de gênero e, ela estava mais do que certa. Com o passar do tempo a palavra ganhou também tom pejorativa, isto é, não se dava o mesmo valor a mulher que tinha a arte de escrever. Todavia, as duas formas podem ser usadas referir-se às escritoras, poeta e poetisa. Pessoalmente gosto mais da palavra poeta, por ser mais sonora que poetisa... Sinto leveza entre o céu da boca e a língua... o que torna prazeroso pronunciar: PO-E-TA... Mil vezes, poeta e nada mais!

"Aprendi com as primaveras a deixar-me cortar e a voltar sempre inteira. ..."


A vida da escritora, logo na infância, foi marcada por perdas, mas nunca perdera o amor. Ela disse que a solidão e o silêncio a fizeram frutificar como escritora. Cecília Meireles, foi e sempre será como uma arvore frondosa na literatura mundial. Ela é considerada a maior entre todas as grandiosas escritoras brasileiras. A alma da poeta também plantou sementes de sabedoria e encantamento, de onde podemos sentir o sabor e o perfume de suas poesias como se fossem flores que nascem no jardim do nosso interior, a medida que corremos nossos olhos ligeiros por elas, buscando mais e mais da sua vivida forma de expressão.

A poeta foi também, ensaísta, cronista, folclorista, tradutora e educadora e amava viajar em busca de novas experiências. Seu primeiro livro de poemas publicado foi titulado de Espectros. Ela foi organizadora da primeira biblioteca infantil do Rio de Janeiro. Recebeu o Prêmio de Poesia Olavo Bilac, pela Academia Brasileira de letras (ABL), pelo livro Viagem e, entre outros prêmios, destacamos também o Prêmio Jabuti de Tradução de Obra Literária, concedido pela Câmara Brasileira do Livro pelo livro Poemas de Israel.

Cecília, também escreveu para crianças. Gostaria de sugeri dois livros para leitura da autora: Olhinhos de Gato e Criança, Meu Amor.



Com a vida desta mulher extraordinária e escritora magnifica, podemos aprender que a vida em si mesma possui encantos e beleza necessários para nos inspirar a criar a nossa própria história de forma vibrante e feliz.

Se dermos graças a Deus por tudo, se formos menos rígidos, se dermos menos importância as desventuras, se não guardarmos amarguras, se compreendermos que em tudo existe propósito, e, sermos felizes com o que já temos, nossa vida será muito mais fácil de viver, menos dolorida e mais alegre.

Embora a poesia escolhida para o registro da escritora no nosso cantinho de poesia,, intitulada Ou isto ou aquilo, tenha a intenção primeira, da autora de se comunicar com o mundo infantil, desejo aplicá-la no solo adulto

Devemos pensar diante das escolhas, antes de tomar as decisões e, não apenas nos guiar pelo acaso das emoções ou das paixões. Todos os dias fazemos escolhas pequenas e, algumas vezes, escolhas grandes e importantes, que poderão mudar nossa vida pra melhor ou para pior. O rumo ou as consequências das coisas, depende da nossa forma de escolher entre as possibilidades que a vida nos oferece cotidianamente. Escolhas com ou sem sabedoria, com ou sem orgulho, com ou sem a direção divina, ouvindo ou rejeitando conselhos, sendo prudentes ou teimosos, consertando erros ou errando mais, convictos ou influenciados... tem peso pesado sobre nós!

Importa saber que nossas vidas é feita de escolhas e que jamais será diferente... Pecar ou agradar a Deus... Ter fé e aceitar o Salvador ou viver do nosso jeito... Obedecer a Palavra de Deus ou seguir nossa cartilha... Nos enganar ou viver na verdade... Escolher é poder!

Na vida, nada vem pronto como massa de bolo. Somos nós quem construímos nosso futuro e nosso destino... A isso Deus chamou, live arbítrio.

Que tal fazer bom uso do seu LIVRE ARBÍTRIO OU NÃO. No fim você deve assumir sua autorresponsabilidade, por cada escolha que faz, seja grande ou pequena. Você decide sua vida, seus sonhos ou estagnação, coragem ou medo, força ou fraqueza... Então: Já sabe o que vai fazer com sua vida a partir de agora ou ainda não...



20 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 Mulher Papo e Café