top of page
  • Foto do escritorsidhamoitinho

COMO IDENTIFICAR O MEDO DO MAR


10 COMPORTAMENTOS DE PESSOAS COM MEDO DO MAR Pessoas que têm medo do mar podem exibir uma variedade de comportamentos quando confrontadas com a perspectiva de entrar na água ou de estar em um ambiente marítimo. Vamos citar 10 comportamentos que podem ser observados em pessoas que têm medo do mar, veja se você identifica essas reações em você quando se depara em frente o mar, ou até mesmo quando apenas pensa na possibilidade de entrar no mar.

  1. Evitar a água: A pessoa pode evitar a água o máximo possível, recusando-se a entrar no mar, em piscinas ou até mesmo a tomar banho.

  2. Ansiedade intensa: Sentimentos de ansiedade intensa podem surgir quando a pessoa se encontra perto do mar, ou pensando na possiblidade de entrar no mar. Isso pode se manifestar através de tremores, suor excessivo e palpitações cardíacas.

  3. Pânico: Algumas pessoas podem experimentar ataques de pânico quando confrontadas com a ideia de estar no mar, resultando em respiração rápida, sensação de sufocamento e medo avassalador.

  4. Evitar atividades aquáticas: A pessoa pode evitar atividades aquáticas, como nadar, andar de barco ou praticar esportes aquáticos, mesmo que essas atividades sejam seguras.

  5. Recusa em visitar locais à beira-mar: Pode-se notar uma relutância em visitar lugares à beira-mar, como praias, portos ou ilhas.

  6. Apegar-se a objetos de segurança: Alguém com medo do mar pode segurar objetos de segurança, como boias, coletes salva-vidas ou boias infláveis, mesmo quando não são necessários.

  7. Acompanhamento constante: Podem procurar constantemente a presença de alguém em quem confiam quando estão perto do mar, para obter apoio emocional e sensação de segurança.

  8. Ficar em locais elevados: Preferem ficar em locais elevados, como penhascos ou mirantes, onde se sintam mais distantes da água.

  9. Evitar filmes ou programas relacionados ao mar: Evitam assistir a filmes, programas de televisão ou documentários relacionados ao mar, porque isso pode desencadear ansiedade.

  10. Comportamentos rituais: Alguns podem desenvolver comportamentos rituais, como tocar a água com os pés antes de entrar, como um meio de tentar controlar o medo.

É importante lembrar que o medo do mar, assim como outros medos, pode ser tratado com a ajuda adequada. Terapia cognitivo-comportamental, exposição gradual à água e técnicas de relaxamento podem ser eficazes para ajudar a superar esse medo e permitir que a pessoa desfrute de atividades à beira-mar com mais tranquilidade. È importante que a pessoa que tem medo de mar descubra o que causou este trauma, por isso não hesite em procurar ajuda profissional, até mesmo orar, falar com Deus, Ele pode trazer a memória o motivo do medo, e com o conhecimento da causa do medo do mar, seja de forma divina e/ ou com a ajuda profissional, a raiz do trauma e do medo do mar poderá se desfazer. Qualquer outro medo, que limite a alegria de viver e desfrutar de bons momentos dever ser enfrentado com ajuda certa para vencê-lo, afinal, fomos criados para dominar e não para sermos dominados.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page