• falamoitinho

DEPENDÊNCIA AFETIVA OU EMOCIONAL

PARTE I


Por Dra. Claudeny Spinelli





Entender a dependência emocional é algo muito importante, vivemos a cultura da romantização do amor dependente. Quem nunca assistiu a um filme romântico recheado de frases como estas carregadas de amor e paixão? — Não consigo viver sem você! — O que será de mim sem você? —você é a minha vida! — Minha vida não faz sentido sem você! —Preciso de você para respirar!


Essas declarações de "amor são romanticamente intensas." Dentro de algumas relações a dependência do outro é tida como verdadeira e natural.

A princípio o apego com uma certa "dependência" dentro das relações é muito natural e, muitas vezes seguro e, até mesmo saudável. Porém os apegos inseguros, ansiosos, disfuncionais, “evitativos” deixam ser normais para serem disfuncionais. O apego é uma forma natural de vínculo entre os seres humanos, isso é o esperado, mas quando ficam exagerados é sinal de que esse sentimento saiu do controle e a pessoa precisa ser tratada o quanto antes.


A dependência emocional é sobre a dificuldade da pessoa não abrir mão de uma relação ainda que essa nociva.

O dependente afetivo não saber lidar com o próprio abandono, por algumas crenças distorcidas sobre a verdade do seu sentimento. É muito difícil o afastamento para o coo dependente emocional. É muito difícil romper o laço, é como se coo dependente fosse um viciado que se sente desconfortável ´para deixar a droga independente de sua vontade.


A terapia auxilia no autocontrole do coo dependente emocional, ajudando-o a vencer a urgência dessa necessidade do outro.

Na coo dependência a prioridade é buscar a compreensão predominante sobre aquilo que mais faz mal na sua relação tóxica do que o bem. É importante também buscar os recursos terapêuticos para abrir mão dessa necessidade imediata do outro, o benefício que vai acontecer, será melhor a médio ou em longo prazo.


O amor é pra ser feliz, correspondido. Qualquer coisa que te faça sofrer não faz parte de uma relação saudável.

As pessoas precisam entender que o amor não é o único elemento importante dentro de qualquer relação. Ele é sem sombra de dúvida essencial para que avancemos numa qualidade de vida prazerosa, mas existem outras dinâmicas tanto em volta do amor como da ´própria relação amorosa.


O amor é o ponto de partida para que possamos analisar o resto do que faz sentido dentro de uma relação sem ou com toxicidades, mas é fundamental experimentarmos outros aspectos em uma relação: respeito, atenção, comunicação, compreensão, parceria, admiração, humor, ideologias, interesses, objetivos entre outros.


Se gostou da matéria compartilhe, deixe seu coraçãozinho de gostei. Ajude Mulher Papo e Café a tocar e inspirar mais vida. Gratidão.

172 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo