top of page
  • Foto do escritorsidhamoitinho

DEVER X PAGAR: A LEI E CONSEQUÊNCIAS



Existe um ditado que se não me falha a mémoriadiz: "Devo e não nego, pago qaundo poder." Esse jargão popular deve ter nascido de uma cabeça malandra de um mal pagador. Vamos entender um pouco da lei diante das dividas:

O Código Civil Brasileiro trata de diversas questões relacionadas a deveres, obrigações e responsabilidades das pessoas. No entanto, o não cumprimento de uma obrigação

civil, em muitos casos, não resulta em prisão direta. Em questões financeiras, como o não pagamento de dívidas, as consequências geralmente são de ordem civil, como restrições ao crédito, execução judicial, penhora de bens, entre outras.

Quanto à questão de pagar ou não uma dívida, é uma decisão que depende de vários fatores, como a situação financeira do devedor, a natureza da dívida, e as possíveis consequências legais e financeiras de não pagamento. Aqui estão alguns pontos a considerar:

  1. Prescrição da Dívida: O Código Civil estabelece prazos de prescrição para diferentes tipos de dívidas. Após o término desse prazo, o credor perde o direito de cobrar judicialmente a dívida.

  2. Registro nos Órgãos de Proteção ao Crédito: Mesmo que a dívida seja quitada após cinco anos, o registro nos órgãos de proteção ao crédito pode permanecer por um período mais longo, impactando a pontuação de crédito do devedor.

  3. Negociação: Em muitos casos, é possível negociar condições de pagamento com o credor. Algumas vezes, os credores estão dispostos a renegociar dívidas, oferecendo descontos ou condições de pagamento mais favoráveis.

  4. Consequências Legais: Em situações extremas, o não pagamento de dívidas pode levar a processos judiciais, penhora de bens e outras medidas legais por parte do credor.

  5. Avaliação da Situação Financeira: Antes de decidir não pagar uma dívida, é importante avaliar a situação financeira e as possíveis consequências a longo prazo. Ignorar dívidas pode agravar a situação financeira e dificultar futuras transações.

Cada caso é único, e a melhor abordagem pode variar. Em muitas situações, buscar uma solução negociada é preferível, pois pode evitar consequências mais graves. É sempre aconselhável procurar orientação jurídica específica para o seu caso, considerando as leis e regulamentações vigentes no Brasil.

Bem, meu querida, meu querido, a biblia ensina algo muito interessante sobre dividas:

A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Romanos 14:25

Se podesse dar um conselho, viva de acordo com sua realidade, mas busque conecção com a prosperidade em sua mente, sentimentos e fé, conexe com a fonte provedora que é DEUS, aja cerdo, na velcidade certa, sem pular etapas, sem dar passos maior que suas pernas.

Sucesso! Paz e bençãos! Jesus te ama!

Se gostou deste podem, clica no coração, compartilhe, comente! Obrigada! Gratidão!

:) Assista ao video!



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page