• Sidha Moitinho

ESTRELA DE PERNAMBUCO

Atualizado: Out 8


ILHA DE FERNANDO DE NORONHASANDRA QUEIROZ

ARTISTA PLÁSTICA


"Se você está pensando em desistir, acreditando que a sua vida não tem mais jeito, que o melhor é morrer e junto enterrar seus sonhos... Sandra Queiroz vai te contar com palavras simples, como Deus maravilhosamente mudou sua vida"


Nossa entrevistada é uma personalidade que, além de ser uma artista extraordinária, é um ser humano iluminado, cativante, empolgante e, um grande exemplo de superação que pode ser modelado por muitas outras pessoas que como ela precisam matar um leão todo dia para vencerem a si mesmas e usar a inteligência com sabedoria e fé para chegerem aonde querem.

Sandra Queiroz é uma pernambucana apaixonada por sua terra e por sua cultura, que soube aproveitar as oportunidades que Deus lhe concedeu para escrever com letras de ouro uma nova história de vida. A cada obstáculos do caminho ela consegue transformar os desafios em sorrisos, declarando sonoras expressões de gratidão ao Salvador. Ela testemunha que Deus mudou seu interior lhe dando também, uma nova rota para um novo destino.

Esta grande mulher e artista plástica, merece o respeito e a admiração de todos que enxergam a arte e a vida do artista com olhos encantados pelo belo e, pelo profundo desvendar da criatividade que a alma do artista nos trás.

Não pense que a falta de valorização que sofre a maioria dos artistas em nosso país, rouba a leveza desta artista, ao contrário, sua esperança se renova a cada nova criação.

Sandra Queiroz mora no bairro de Piedade em Jaboatão dos Guararapes, filha de Jaldeson Donato Queiroz e Dulcineia Costa Queiroz, divorciada, mãe de dois filhos, com uma netinha para curtir.

A artista compartilhou com grande humildade, detalhes muito marcantes da sua vida. Ela nasceu em um lar marcado pelas mazelas do alcoolismo do pai. Sua mãe, mulher sofredora, também, vítima da violência doméstica, teve sensibilidade para enxergar o potencial artístico da filha, incentivando Sandra a desenhar, comprando o material que ela precisava para aperfeiçoar seu desenho ainda na infância.

Sandra Queiroz, conta que, o artista para sobreviver não pode pintar só o que gosta, tem que atender principalmente o gosto dos clientes. Ela diz que seu estilo é o Surrealismo com Abstracionismo, pois ama as formas que podem criar na imaginação das pessoa aquilo que as imagens estão comunicando a elas individualmente.

Sandra, exatamente como a maioria dos artista de Jaboatão, afirma categoricamente, ao MULHER Papo & Café, que no município de Jaboatão dos Guararapes, o artista e a cultura não tem vez e nem voz, estão jogados as traças pelo poder publico.

“Não conheço nenhum projeto da Secretaria de Cultura para beneficiar, motivar e dar condições de trabalho ao artista local, também, não existe espaços públicos destinados para exposições aonde o pintor, o artesão, e outros seguimentos artísticos possam divulgar e vender suas produções. A prefeitura deveria criar espaços para que os turistas pudessem conhecer a cultura e as produções artísticas locais. ”

Vamos ao nosso PAPO & CAFÉ, com essa artista fabulosa.

MULHER Papo & Café: Ainda lembra dos seus primeiros desenhos?

Sandra Queiroz: Lembro que aos 11 anos desenhei a águia americana, foi ali que percebi que eu tinha domínio para desenhar, outro desenho dessa época infantil que me marcou, foi o da igreja de Moreno.

MULHER Papo & Café: Como a menina que desenhava o Mickey, a turma da Mônica... se tornou a grande uma artista plástica?

Sandra Queiroz: Casada e com dois filhos, tive a oportunidade de estudar com a artista plástica, Rejane Damorim, na época, diretora do Museu Murilo La Greca (em Recife).

MULHER Papo & Café : Você passou por outros processos de aprendizados para continuar se aprimorando?

Sandra Queiroz: Fiz no Belas Artes, cursos de desenho em carvão, desenho com pastel, pintura em tela, só não quis fazer o de escultura. Fernando Lins, foi meu professor, passei dois anos aprendendo com ele. Com essas técnicas, comecei a desenvolver meu trabalho.

MULHER Papo & Café: Como foi conhecer os artistas e fazer parte dos movimentos artísticos de Pernambuco?

Sandra Queiroz: Conheci vários artistas. Comecei a me socializar, a beber, frequentar festinhas. Ao lado de Fernando Lins, participei da Feira da Arte, que acontecia todas as terças, no Pina. Fiz fazer parte dos Artistas Plásticos de Pernambuco. Nesse tempo, fizemos uma exposição coletiva.

MULHER Papo & Café: O que você ressaltaria para nossos seguidores desta fase da sua vida?

Sandra Queiroz: Me deparei com a doença do alcoolismo, então... paralisei no tempo... infelizmente a doença foi crescendo, pois é progressiva. A partir de 1990, não fiz mais nada! Estava dominada pelo alcoolismo. Em 4 de maio de 2001, ingressei em Alcoólicos Ânimos ( AA), e Graças a Deus, parei de beber. Tive um encontro libertador com meu Salvador Jesus Cristo. Mas até chegar lá, foi um longo deserto a atravessar. Estou sóbria desde então para gloria de Deus!

MULHER Papo & Café: Porque você reconhece que foi a mão de Deus que te tirou do fundo do poço. Como isso aconteceu?

Sandra Queiroz: Porque depois de anos e anos estagnada e já frequentar o AA, como que do nada, fui convidada pela Associação dos Moradores do Conjunto Habitacional Dom Helder, onde moro, para dar aulas. Não tenho dúvidas que foi a mão de Deus me guiando para ocupar meu tempo, minha mente, meu espírito através das aulas para aqueles alunos maravilhosos. Comecei com 10 alunos, cada um pagando 15,00 reais.


MULHER Papo & Café: Que coisa forte, Sandra! Alguma vez antes, pensou em ser professora de arte?

Sandra Queiroz: Não! Nunca! Foi o agir do Espírito Santo mesmo! Não imaginava que poderia passar meus conhecimentos. O mais interessante, é, que eu... nem conhecia o Espírito Santo, mas Ele me guiou e eu consegui passar as técnicas para meus alunos. Todos ficaram muito felizes. Ao término das aulas na Associação, ninguém quis me deixar. Com a ajuda dos alunos, saí de lá para o meu ateliê. Cheguei a ter mais de 50 alunos, dava aula a semana toda.

MULHER Papo & Café: Você pode falar um pouco mais da sua trajetória?

Sandra Queiroz: Fiz exposição individual na Casa e Cultura, realizei com meus alunos exposição no Iapoatã Shopping, na Universidade Federal e na Faculdade Particular (FIR- Cachangá)). Participei de uma exposição coletiva no aeroporto. Na festa da Vitória Régia, tive a oportunidade de participar de uma gincana de arte. Coloquei um stand na Fene Arte. Com o apoio da Emlurb, produzi trabalhos artísticos com papel reciclado, fiz muitos outros trabalhos ao longo desses desses anos... Estou com um novo projeto para uma grande exposição voltada para ser trino que somos nós, homens criados a imagem e semelhança de Deus.

MULHER Papo & Café: Nos fala do seu trabalho cuidando de vidas na sua igreja:

Sandra Queiroz: Eu trabalhei na triagem do Centro de Recuperação (Clínica Dom Paulo Garcia). Congrego na Igreja Peregrinos do Evangelho. liderei o Grupo Despertar por quatros anos, usando por base a Bíblia Despertar, que trabalha os 12 passos de Alcoólicos Anônimos (AA), adaptados aos textos da Palavra de Deus, cuja finalidade era alcançar pessoas com adicção (problema com o álcool, drogas e, todo tipo de compulsão e vícios). Atualmente estamos formando um novo grupo de trabalho visando ajudar as pessoas a serem curadas e libertas dos mesmos problemas, as com uma visão mais ampliada, nosso novo ministerio chama-se CELEBRANDO A RECUPERAÇÃO.

MULHER Papo & Café: O que você está fazendo para sobreviver em tempos de pandemia?

Sandra Queiroz: Estou fazendo doces deliciosos, resgatando o paladar dos meus clientes com doces caseiros tradicionais, como doce de mamão com coco, geleias de frutas e, outras delícias. Me sigam no Instagram! (Risos). Junto aos doces sigo praticando minha arte em pintura em tela e também peças artísticas em artesanato. Quando tudo estiver normalizado volto a dar aulas. (Risos)

Sandra ao lado do cliente vip Arthur- Arena Hitech.

MULHER Papo & Café: Você acredita que o aprendizado com a arte pode mudar pessoas?

Sandra Queiroz: Temos de pensar em dar para as pessoas em todas as idades, outras formas de sonharem, ajudá-las a se descobrirem como pessoas importantes no mundo. Qualquer pessoa pode desenvolver sua essência com a ajuda necessária. A arte é uma ferramenta que o poder público deveria considerar indispensável, inclusive para ajudar a diminuir o ingresso de jovens e adolescentes nas drogas, no álcool, nas drogas e no crime.

GALERIA SANDRA QUEIROZ
Em MULHER Papo & Café

MARCO ZERO- PE

RUA DA AURORA- RECIFE

PREFEITURA DE MORENO

Cidade do interior de Pernambuco onde a artista foi criada

CASA DO MESTRE VITALINO

ARRANJO COLORIDO


ILHA DE FERNANDO DE NORONHA

SURFISTA DE CRISTO

CANGAÇO

PALHAÇOS, MATEUS E CATERINA

CABOCLO DE LANÇA


69 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 Mulher Papo e Café